24.5.17

 Meu amor, que delícia a nossa história! Relendo nossas memórias escritas a dois no Messenger. No mesmo dia também reli meu mapa astral. Aí tudo se encaixa. Eu com minha excessiva postura defensiva... Eu te culpando pelos meus problemas. Eu duvidando do seu amor. E você foi a pessoa mais linda que eu conheci. Tão linda que eu não consigo acreditar. Parece irreal. Minha paranoia insiste em questionar como se tudo fosse para me conquistar. Não foi. Você estava sensivelmente envolvido. Relembrar esse amor me encheu de alegria e vontade de recomeçar e exprimir as qualidades que você via. Você foi a pessoa que mais me entendeu no mundo todo. Inclusive as características que você apontava estão no meu mapa. Está tudo tão vivo na memória... Nossos oito primeiros encontros. Você ali ao lado tentando ajudar de todas as formas. É assim que quero lembrar de você. E sei que você também tem a memória de como se identificou comigo. Não quero estragar essa memória viva. Por hoje é tudo.

23.5.17

Meu amor, me perdoa! Eu não era como você pensou. Era tão ruim que seria inimaginável. Ainda não sei porque duvido de você. Você de fato se importou e tentou me ajudar mas eu era muito mais difícil do que você poderia prever. Não tinha como, meu amor, você suportar tanta sugação. Eu sequei seu caule. Tenho certeza que você fez o que pôde. Mas era muita carga para você. Perdoa por não ter sido mais doce e amiga. Por não ter olhado para você. Eu não tinha como te ajudar naquela configuração egoísta e medrosa em que estava. Você merecia muito mais amor. Era o que você queria e precisava. E eu só te derrubando minhas dificuldades porque você abriu a porta. Você que de início viu em mim sua dupla, de loucura. Alguém com quem você pudesse ser quem você estava deixando de ser, que te acolhesse e te trouxesse a chance de reviver bons momentos. Eu tinha muito mais problemas do que alguém poderia prever. Que pena que não estava preparada para o seu amor. Só queria ter retribuído mais.

22.5.17

Meu amor, que saudade, meu amor, me desculpa!
Eu não era quem você pensou que eu fosse, na verdade eu tenho tentado me tornar desde antes de te conhecer. Mas minha  falta de pavio se atracou com suas contradições e aí explodi como nunca.
Relendo todas as nossas conversas, lembrando de como a gente se entendia e se acolhia...
Dói ainda, ficou uma reconciliação eterna comigo mesma e com nossa história.
Em algum momento você também me decepcionou, mas agora sinto que te amo apesar de tudo. É na decepção que o amor se valida...
O que dói é o saldo que ficou, não poder sequer falar com você. Isso é típico de amores fortes, mas no nosso caso parece apenas que é terror de mim mesmo. Já tinha tanta dor e conflito antes, depois que te procurei a dor ganhou um plus. O que antes era uma hipótese é real: você me despreza.
Fica um luto por uma história que tinha tanto carinho e amizade e acolhimento, e tesão, e pele, e encontro. E agora essa história é só uma tela em preto silenciosa como obra vetada pela ditadura.
Eu me sinto amordaçada, mas sei que é bom não te atordoar mais com minha verborragia. Minha cabeça ainda resgata a fantasia de conversar pessoalmente contigo, e de me humanizar, mostrar que foi muito duro porque eu deixei de saber quem é você... O mesmo aconteceu contigo, mas eu estava tão longe da sanidade que eu não te levava a sério. Sei que você experimentou o horror comigo.
Eu te traumatizei e te esgotei, mas eu só queria ao menos amizade, mesmo que distante.
O tempo todo quase fica um pêndulo entre nosso amor passsado e sua frieza presente, eu não entendo tanta frieza, eu não dou conta. Poderia ter ficado ao menos um pouco de carinho e consideração, mas eu me recuso a cobrar qualquer coisa. Não quero mais esse papel, essa roupa de criança mendigando... Dói a sensação de que eu passei como uma tempestade e não sobra espaço nem na borda do seu desenho de casinha com sol.

13.5.17

Só quero melhorar

Mais um dia em que dormi mal e levantei tarde e fica parecendo que sou apenas uma preguiçosa. Só não descansei, não dormi nada de manhã, precisava ao menos de um banho para seguir o dia. Mas é Dia das Mães e não importa que eu tenha ajudado em tudo como pude para você não sair da casa que gostava, e que isso tenha me destruído financeiramente. E que você tenha me metido num puta problema por conta de se endividar e não honrar um contrato no meu nome. Tudo parece justificável pelo fato de eu ser filha e ter o dever de acudir a mãe. E tudo bem que nem eu me aguento por ser tão vulnerável e me perder com facilidade, eu já estou saturada da minha instabilidade e me sinto uma vergonha. Mas o ponto é que te acolhi quando você fez a maior merda da vida, mas não deu pra segurar porque eu também fiz merda e ficou inviável. Eu sou o Joãozinho mentiroso, ninguém acredita que posso melhorar, e é difícil mesmo. Mas eu vou. Porque eu quero. Será que não tem jeito de você acreditar que estou aqui por mais uns 15 dias se depender de mim e que justamente por isso eu preciso de paz pra resolver o que falta e ir embora? Presente comprado, espero que goste. Eu tô mal, tô cansada demais, tô caída demais, desmoralizada demais. Tá sendo pesado sair de casa me sentindo gorda, fracassada e desequilibrada. É um custo lidar com tanta ansiedade e angústia. Será que dá pra considerar que eu também tenho necessidades e que não é pra sempre? Eu sou apenas uma visita indesejada nesse momento. Mas quanto menos você pesar, mais rápido eu poderei ir embora...


10.12.16

Sensação de que vivi mta coisa em três semanas. Mas foi só desgaste, quase nada aconteceu. A rotina que ralei pra organizar se desfez e quero refazê-la. As notícias que recebi de você me abalaram mais que tudo. Não sei quem é você. Não sei se sinto falta de você ou do contato físico. O pior de tudo isso que vivemos já passou com certeza, mas nesse momento ainda queria te ver. Sinto tanto pelo que você sofreu, queria te dar um pouco de prazer e alegria agora, ser seu refúgio e pit-stop. Queria te ajudar e te apoiar. Eu que nem sei o que sou na sua vida e que sofro por não ser quase nada. E não ser muito mais do que isso também. Queria saber o que você sente e o que você encontra quando comete absurdos. Amei você e suas aflições, suas dores, suas fraquezas. Só não amei as suas fugas e descasos. Teus excessos quando não são dirigidos a mim, machucqm, me lançam na sargeta das emoções e me sinto ninguém. Estou amordaçada agora, sem poder falar com você. Sei que você tem medo e eu também. Existe o risco de ter uma recaída e esmorecer, se te ver de novo. Mas também poderia libertar, eu poderia entender que não foi e não será. Temo por você também, molestar você agora não me parece humano. Não quero expor você a nada que doa ou perturbe agora. Só queria entender tudo, também estou aflita. Mas, OK, agora não é o momento. Muitas aflições juntas fragilizam. Quando eu estiver melhor, espero que você também esteja.

7.4.14

Um resumo do que o Lolla foi pra mim

"I´m so happy cause today I´ver found my friends, they´re in my head..."

"I want it now, gimme your heart and your soul..."

"Who said I lied because I never! Who said I lied to her?"

"And the letter in your writing doesn´t mean you´re  not dead... Would take off your dress and send it to me?"

"La la la love you and I don´t mean maybe..."

"Who said I lied because I never! Who said I lied to her?"

"But my mind holds the key..."


Quem listar bandas e músicas citadas ganha um beijo.

29.3.14

Não sei se era mais feliz quando eu sofria com amores platônicos não-correspondidos ou agora que sou workaholic. Certamente, o trabalho dá mais retorno.

20.9.13

Medicina chinesa atrelada a religião?

Dentre os defeitos que mais impedem a humanidade de evoluir, certamente as falsas certezas estão entre os mais gritantes.


Conversando com um médico, pergunto sobre a medicina chinesa e escuto que ela é atrelada a religião.
Bom, de minha parte, já tenho em mente que corpo, mente e espírito convivem e se influenciam, logo, um dos pecados da medicina tradicional está em ignorar que o corpo não adoeceu porque um bichinho passava por ali e conseguiu entrar e agora você toma um remédio, o bichinho morre e, OK, resolvido.

Segundo, que eu amo a cultura chinesa, ainda que superficialmente, pois meus conhecimentos não são muito profundos.

Pesquisando sobre os métodos de diagnóstico da medicina chinesa, olha só:

  • Tomada do pulso da artéria radial do paciente em seis posições distintas para avaliar o fluxo de energia em cada meridiano.
  • Observação da face do paciente.
  • Observação da aparência dos olhos do paciente.
  • Observação da aparência da língua do paciente.
  • Observação superficial da orelha.
  • Observação do som da voz do paciente.
  • Palpação do corpo do paciente, especialmente do abdômen.
  • Comparações da temperatura em diferentes partes do corpo do paciente.
  • Observação da veia do dedo indicador em crianças pequenas.
  • Tudo mais que possa ser observado sem instrumentos e sem ferir o paciente, como uma conversa levantando seu histórico de saúde e suas queixas atuais.

E vai me dizer que isso não é eficiente? Como não? A medicina pragmática não trata o paciente, trata a doença e o carinha só muda de doença mas continua na mesma em grande parte dos casos, porque obviamente as pessoas não têm a dimensão do que é ser saudável, de fato.

Como que se pode chamar de crendice um sistema que se baseia na interação do homem com o meio ambiente? Que alia alimentação equilibrada à cura? Meu interlocutor evitava carne por questões de saúde! (oi, a medicina chinesa também utiliza a terapia alimentar). Ah, a  ignorância. Se pesquisasse os princípios da Medicina Chinesa mais a fundo, ele não diria que ela não é comprovada cientificamente.

Aliás, que endeusação da ciência, né? Algo que se baseia em tentativa e erro, por que não confiar na sabedoria da natureza e usá-la a nosso favor?

Evidentemente que não estou querendo dizer que um câncer sara sozinho com a meditação, mas que com toda certeza você irá ter menor índice de resfriados, infecções, inflamações, dores musculares etc, se respeitar alguns princípios básicos de funcionamento do corpo. A vida moderna não favorece muito hábitos saudáveis.





25.8.13

Insatisfação no trabalho

Após um tempo de trabalho, sempre pinta a questão da insatisfação. Normalmente depois de uns anos, em alguns casos, meses, mas o que fazer?

Se o caso é remuneração, a solução costuma ser investimento em qualificação.

Quando se sabe o que nos motiva e desmotiva, o processo pode ser mais fácil. Se você sabe o que gosta de fazer, qual o  seu perfil, o que espera de uma empresa, é questão de se preparar e procurar por isso. Mas se não sabe, é hora de olhar para dentro e procurar saber qual o seu caminho.

Claro que todos nós precisamos nos sustentar e pagar contas, o que não justifica passar anos sendo infeliz em um emprego ou mudar de emprego a cada 6 meses. Por isso cabe aqui o planejamento. Pensar em prazos, metas e objetivos, traçar uma estratégia.

De quanto tempo preciso para ter uma poupança? Que cursos eu devo fazer para conseguir me preparar as oportunidades que desejo? Uma boa tática é ver o que aquelas vagas que você gostaria de ocupar exigem dos candidatos e correr para desenvolver o que precisa.

Em alguns casos, a transição entre o emprego atual e o emprego desejado pode demorar, e você precisa de  forças para lidar com a espera. Algumas dicas nessa situação são:

- pensar no futuro mas sem ansiedade, saber que você tem para onde ir e não está desempregado,
- procurar ter mais lazer, a vida não é só trabalho,
- aumentar a produtividade no seu trabalho atual, assim sobra mais tempo para você, nada de serões,
 - encarar o seu trabalho atual como um trabalho novo, todo dia como único, fazer de tudo para ter um bom relacionamento com os colega,
- continuar trabalhando bem, só não esquente com o que o incomoda na empresa, faça a sua parte e tenha o triplo de paciência, quem vai ganhar é você por não se estressar.

Em boa parte dos casos, a insatisfação com o trabalho abarca uma série de questões mal-administradas, então vale a pena refletir sobre tudo que pode ser melhorado fora e dentro do trabalho para identificar os pontos-chave da insatisfação. A insatisfação tende a perder força se tudo o mais ficar bem e você ainda entrará em um novo emprego, zerado. :)









 

2.5.13

Onde Londres longe Lisboa

Olá, blog, que bom que tenho você como companhia ainda :)

Navegando por aí, encontro explicações que não conhecia, já sabia que canceriano era apegado, mas não sabia disso...

O amor tende a se enraizar no seu coração, por isto tende a ter histórias longas dentro de si, principalmente as platônicas ou que não foram totalmente realizadas. Quando está realmente envolvido, começa a necessitar de segurança, o que significa compromisso. Os nativos de ambos os sexos estão dispostos a se comprometer, embora alguns deles possam temer um pouco como será a convivência quando isto acontecer. Quanto maior o grau de comprometimento, mais difícil é também para o canceriano sair da história.
Causa-lhe uma grande realização multiplicar o afeto e a segurança em sua vida. Mas como muitas vezes somos atraídos pelos opostos, não são poucos os nativos deste signo que sentem atração por pessoas instáveis ou difíceis de se comprometer, ou alguém cuja estrutura familiar seja muito complicada. O alarme do canceriano deveria ligar nesta hora, mas isto nem sempre acontece quando ele está apaixonado.
Comportamento de risco: ficar preso em relacionamentos em que acaba fazendo um papel de mãe/pai eternamente paciente.
Gosto do trabalho dessa moça: Vanessa Tuleski
Vontade de fazer cursos e tratamentos, quem sabe né? Por ora, só uma antecipação do clima da Lua em Peixes, sensibilidade e música... While my eyes go looking for flying saucers in the sky, I came here to say yes and I say!







7.10.12

Você está presente?

O presente se chama presente porque é uma caixinha que você preenche com suas atitudes.

Dormir bem, uma boa alimentação, um momento de relaxamento diário, tudo isso ajuda-nos a focar, a viver o presente.

Perder o controle da situação e dizer o que não deve e fazer o que não pode é muito frequente depois de noites mal-dormidas e de uma semana corrida. Como não fazer isso?

Respirando e relaxando sempre antes de dormir, evitando o desarranjo da rotina - dormir e acordar no mesmo horário, comer também -, e procurando a todo instante ter o controle do que vai falar, antes de ficar mal-humorado com a pessoa que pisou no seu pé, respirar e dizer: "Tudo bem", procurando o tempo todo manter-se alegre, sempre temos algo positivo para pensar, é questão de escolha.

Ao pensar só no que há de errado, quem vai se envenenar é você, ao ver o lado positivo da situação, quem vai ser mais feliz é você. Duas pessoas podem bater o carro ao mesmo tempo, e uma pensar "que bom que não foi grave" e a outra só pensar "que saco, que merda, agora vou ficar sem carro".

A primeira vai ter mais calma para lidar com a situação e continuará a vida tranquilamente, a segunda pode se estressar cada vez mais e nem sequer dormir pensando antecipadamente na tensão de viver sem carro.

O tempo todo fazemos escolhas assim, o tempo todo podemos pensar melhor e ser mais felizes.

8.9.11

Eu sei que agora eu vou é cuidar mais de mim!

Eu não tenho como duvidar de sincronicidades, minha gente. Vou virar guru, juro. Ao entender o momento e suas características, a vida fica tão mais leve.

Estou no ano pessoal 5, de acordo com a numerologia, mesmo ano de Amy Winehouse. Foi um ano bem maluco, não vivia algo assim há anos hehehe. Mas tudo está sendo tão válido, juntando todos os recortes, a imagem é tão bacana, consegui tantas peças para meu dominó, ganhei tantas batalhas.

As pessoas são um desafio ainda, diz o meu tarot semestral que o momento é de conflitos pessoais, sei que parece que eu é que fico com isso na cabeça e acho que as coisas místicas funcionam por conta de acreditar no que leio, mas não é.

Muita gente com quem eu falava, hoje não me olha ou sou eu que não olho, mas quer saber? A vida está bem mais leve. Não quero mais perder meu tempo com gente que não me dá a mínima.

Nem sei como tanta coisa bacana me aconteceu, claro que sei, eu me abri ao que o universo tinha de bom para mim, aceitei o meu merecimento. Tirei da cabeça que sou uma loser fudida.

Adoraria estar escrevendo coisas mais impressionáveis aqui, mas faz um tempo que desisti de impressionar, tenho Plutão no ascendente, preguiça de não ser eu mesma com todo o meu céu e inferno.

Nem sei como vai ser amanhã, mas a calma é o nosso maior aliado sempre. Queria ter oragem de comprar sapatos, por que não consigo gastar dinheiro? Mesmo quando posso e sei lá acho que até deveria?

Lá vai: minha Lua em Virgem. Se eu não estiver com todo o contexto dentro da ordem, as compras não me caem bem. Graças a Deus, isso vai passar, eu vou limpar minha casa hahaha.

Step by step, uh, baby!

Saúde! Saúde! Saúde! Um brinde à vitória!



















27.8.11

Sale el sol

Cansada, é verdade, mas prefiro esse tipo de cansaço, de quem está indo a luta diariamente por uma vida melhor.

Não vou fazer nada hoje, porque muitas noites mal-dormidas, estresses com falta de dinheiro e familiares, e trabalho, e falta de atenção, enfim, muita coisa, estou sem forças para encarar o trabalho doméstico.

Sem problemas, este espaço de descanso e epifania me basta quando não há outra opção. Não importa quanto eu poderia estar melhor, eu estou no caminho.

O silêncio dói bastante quando vem de quem se deseja ouvir, o que eu posso fazer? Nada, já usei todas as brechas e não me resta nada a não ser pensar que eu sou uma vida a ser vivida adiante, não posso parar na tua pista a vida toda. Pode ser que não caibamos juntos mais, que você não seja a pessoa que encaixa com a pessoa que carrego, "porque uno y uno no siempre son dos."

Saiu o Sol, não vou aproveitá-lo como queria, eu tento descansar e recarregar para voltar ao movimento.

Tenho motivos para acreditar que a semana que chega será bem melhor, ademais já descansei o suficiente quando me acomodei por tantos anos. "No hay mal que dure cen años ni corpo que lo aguante y lo mejor siempre espera adelante. Y un día después de la tormenta, cuándo menos piensas sale el Sol!"













22.8.11

Aprendi a ficar quieto e começar tudo de novo...

Tá, apesar do frio, minha deprê tá passando, até que fiz bastante coisa hoje, poderia ter feito mais, é vero... Mas o sono... E a ansiedade e agitação decorrentes.

O astral irá melhorar ao decorrer da semana, Mercúrio retoma movimento direto sexta-feira e as coisas se desenrolam.

Tá prestes a ficar tudo bem... Meus castigos estão caminhando, um dia acabam. Eu estou rumando ao sucesso e à grana! Gosto muito daquele lugar, mas sem convênio de saúde e sem ganhar o piso da área dos bem-sucedidos, não vai rolar muito tempo. Eu quero ser fashion de novo, frequentar as baladas e conhecer gente solteira, viu?

Poxa, o mocinho casado com aquele anel dourado e aquela negra ao lado, ah, não, mexeu comigo. Espero que seja efeito do astral, Sol em desarmonia a Netuno, causando fantasias, Marte em conjunção a minha Vênus, fazendo eu irradiar tesão, tsc, tsc...

Como eu queria ter alguém nesse findi que passou, mas não deu, não se pega o homem alheio. Eu bem que tentei me afastar do mocinho lá do Norte do Mundo. Fica como um amigo, está muito bem, o mundo é cheio de gente.

Não vai rolar de fazer muito mais hoje, mas amanhã é um dia que promete e hei de dar conta. Vai rolar, vai rolar, vai rolar!